Pouca prevenção e nem uma gestão.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pouca prevenção e nem uma gestão.

Mensagem por luana em 17/1/2016, 13:42

Brasil, um dos países mais visitados do mundo, pois apresenta um povo alegre, hospitaleiro e diverso. E apesar de toda sua felicidade, também enfrenta tempos difíceis, recentemente uma das noticias mais comentadas foi o vírus Zika, que por sua vez é transmitido pelo já conhecido Aedes aegypti transmissor da dengue e chikungunya. Mas se o mosquito do Aedes já é popular, por que o Brasil ainda não conseguiu combate-lo totalmente? O que acontecerá se esse inseto continuar á transmitir outros tipos de doenças?
    No inicio do ano de 2015 relatos de bebês que nasciam com microcefalia começaram a surgir. Algum tempo depois essa má formação do cérebro foi associada ao vírus Zika, pois constatou que as mulheres gestantes ao serem picadas por esse mosquito Aedes, era transmitidas para elas a febre do Zika, e consequentemente os recém-nascidos eram afetados.
    O que se questiona é como um mosquito tão familiar, ainda assola a população brasileira. Mas esse é um caso que já deveria ter sido resolvido pela gestão competente, entretanto, nesse conflito está envolvido uma serie de más administrações, por parte dos governos, políticos e até mesmo da população. O fato é que muitos afirmam ser falta de dinheiro, pode até ser, mas o gerenciamento nota-se ser de extrema importância, pois é a partir daí que o combate ao mosquito começa realmente.
    Mesmo que o mosquito Aedes tenha mais relevância com a chegada das chuvas, isso não omite de forma alguma a continuação da prevenção, tanto por parte do governo quanto da população. E se não houver um ação afirmativa de que esse mosquito ou as doenças por ele transmitido sejam resolvidas, assim como surgiu o Zika , futuramente com a forma que está o controle, poderão surgir outros tipos de doenças emitida pelo Aedes, e ninguém pode assegurar qual o grau de risco que elas terão.
    Fica claro então, que o combate e prevenção são indispensáveis contra o inseto, nota-se também que a gerencia é imprescindível para começar de vez esse trabalho. Mas há toda uma negociação a ser feita entre o governo e o povo, pois as pessoas são as primeiras que devem tomar a atitude de prevenir todas essas doenças, impedindo o nascimento desse mosquito, o governo por sua vez, tem que ser rígido na administração, e programar um controle educativo e preventivo que efetivasse as atividades na batalha contra esse mosquito, com isso provavelmente não haveria casos corriqueiros de dengue, chikungunya e até mesmo Zika, e em um médio ou longo prazo, as ocorrências de doenças seriam bem menores.

luana

Mensagens : 6
Data de inscrição : 06/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum